BREVES
Suspensas as greves no OPART, EPE
Os trabalhadores do OPART, EPE decidiram ontem, dia 6 de Julho, pela suspensão dos pré-avisos de greve vigentes, mas esta suspensão não indica que se tenha encontrado a solução para todas as reivindicações e problemas laborais criados pelos factos e decisões das últimas semanas. Esta suspensão acontece porque os trabalhadores consideraram que o novo Conselho de Administração da empresa demonstrou ter a capacidade, em cerca de 48 horas, de propor um caminho de compromisso e negociação em que reconhece que os trabalhadores e o CENA-STE fazem parte da solução e em que se pretende fazer uma negociação com um horizonte mais profundo do que até agora tinha sido proposto. O CENA-STE e os trabalhadores continuam a considerar que houve um erro e que esse erro é da total e inteira responsabilidade do Governo e necessita de ser emendado. Mas como sempre afirmámos, estes trabalhadores não têm uma postura de intransigência ao contrário daquela demonstrada pela Ministra da Cultura e pelo Governo. Esperamos que nesta nova fase também as acções e decisões das tutelas demonstrem uma nova capacidade de escuta relativamente às condições específicas e de elevada exigência em que estes trabalhadores desenvolvem a sua actividade.
Porquê a greve no TNSC e CNB?
Sim, a greve é por questões laborais, mas é convicção dos trabalhadores que o respeito pelos seus direitos estará sempre intimamente ligado ao respeito dos governos e das administrações, sejam eles quais forem, pelo cumprimento da missão artística desta que é a maior empresa artística pública do país. Porque o que moveu, move e moverá os trabalhadores do TNSC e da CNB é e será sempre a reputação e o prestígio artístico da empresa e a garantia de que o público sabe que ali encontrará sempre a qualidade. E por isso, sim, esta greve é também pela missão artística do OPART.
OPART: Governo ataca direitos dos trabalhadores
Na quarta e sexta passadas o CENA-STE reuniu-se respectivamente com a Ministra e a Secretária de Estado da Cultura. E se na quarta parecia possível caminharmos para uma solução, na sexta o cenário transformou-se numa tenebrosa obra surrealista. A solução apresentada pelo governo para a harmonização salarial dos técnicos do TNSC é atacar os direitos dos trabalhadores da CNB. Em plenário os trabalhadores decidiram-se por aumentar a pressão mediática e ponderam novas formas de luta.
OPART, E.P.E.: trabalhadores solicitam reunião ao PM; Presidente da empresa na China
Ao segundo dia de greve dos trabalhadores do OPART, E.P.E. à ópera La Bohéme, anunciamos que o CENA-STE irá solicitar uma reunião com o Primeiro-Ministro, Dr. António Costa. E hoje, apesar da situação complexa vivida, o Presidente da empresa decidiu-se por seguir viagem com a comitiva que integrará o Festival de Cultura Portuguesa na China.
Uniões Sindicais Distritais
 

Contactos das Uniões de Sindicatos e respectivo coordenador:

União dos Sindicatos do Algarve - Rua Brites de Almeida, nº12, 1º dto., 8000-234 Faro Tlf 289 807 366. Coordenador: Goulart

União dos Sindicatos de Aveiro - Av. Dr. Lourenço Peixinho, 173, 5º, 3800-167 Aveiro Tlf 234 377 320. Coordenador: Adelino Nunes

União dos Sindicatos de Braga - Rua dos Biscaínhos, 81-87, 4700-415 Braga Tlf 253 217 867. Coordenador: Joaquim Daniel

União dos Sindicatos de Castelo Branco - Rua Azedo Gneco, 24, 6200-054 Covilhã Tlf 275 335 846. Coordenador: Luís Garra

União dos Sindicatos de Coimbra - Av. Fernão Magalhães, 640, 2º esq, 3000-174 Coimbra Tlf 239 851 580/1/2/3. Coordenador: António Moreira

União dos Sindicatos de Évora - Travessa da Viola, 9, 7000-947 Évora Tlf 266 737 900. Coordenador: Valter Lóios

União dos Sindicatos de Lisboa - Av. Eng. Arantes e Oliveira, nº5, s/loja D, Olaias, 1900-221 Lisboa Tlf 213 474 964. Coordenador: Libério Domingues

União dos Sindicatos do Arquipélago da Madeira - Rua Ferreiros 151,3º, 9000-082 Funchal Tlf 291 221 413

União dos Sindicatos do Porto - Rua Padre António Vieira, 195, 4300-031 Porto. Tlf 225 198 600 Coordenador: João Torres

União dos Sindicatos de Santarém - Estrada de São Domingos, 13, r/c e 1º esq., 2005-324 Santarém. Tlf 243 309 670 Coordenador: Rui Aldeano

União dos Sindicatos de Setúbal - Rua Silva Porto, 6A, 2900-098 Setúbal. Tlf 265 544 260 Coordenador: Luís Leitão

União dos Sindicatos de Vila Real - Rua Morgado Mateus, Bloco B, Loja 14, 5000-455 Vila Real. Tlf 259 323 417 Coordenador: Serafim

União dos Sindicatos de Viseu - Rua do Arrabalde, Nº2A, Loja F, 8500-084 Viseu. Tlf 232 436 277 Coordenador: João Serra

 

No âmbito do contrato-programa assinado com a CGTP-IN, disponibilizamos os contactos das Uniões Sindicais Distritais.
 
Podem todos os trabalhadores que representamos contactar e deslocar-se à União Sindical do seu distrito ou região. Aí serão ouvidos e ponderada a situação, ela será encaminhada para a nossa sede nacional ou, em casos mais simples e de resolução ou esclarecimento imediato, será respondida pela própria União.
 
Disponibilizamos os dados de 13 Uniões, com as restantes é necessário limar ainda algumas arestas respeitantes ao modo como esta ligação será feita.