ARQUIVO
ARQUIVO: 2017-03
Mensagem do Dia Mundial do Teatro 2017: Isabelle Huppert
Ensino Artístico Especializado: sem vinculação, o caminho será a greve
Esta manif (não) é só para novos :: 28 de Março, Manifestação Nacional da Juventude Trabalhadora
Relatório e Contas de 2016 aprovados em AG
Novo Modelo de Apoio às Artes: Comunicado Conjunto CENA, Plateia, Rede, STE
EAE: Concentração em frente ao ME - 22 de Março
Sessão de esclarecimento: ESMAE - Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo
Falsos recibos verdes na TV: CENA e STE cooperam com a ACT
Sessão de esclarecimento: Academia Mundo das Artes
As melhores companhias aéreas para transportar instrumentos musicais
 
ULTIMOS POSTS
Violação e ataque aos direitos dos trabalhadores da Plural Entertainment
Aconteceu ontem um programa televisivo...
Sobre os resultados do concurso "Linha de Apoio de Emergência ao Sector das Artes"
 
ARQUIVO
2020-04
2020-03
2020-02
2020-01
2019-12
2019-10
2019-07
2019-06
2019-05
2019-04
2019-03
2019-02
2019-01
2018-12
2018-11
2018-10
2018-09
2018-07
2018-06
2018-05
2018-04
2018-03
2018-02
2018-01
2017-12
2017-11
2017-10
2017-09
2017-08
2017-07
2017-06
2017-05
2017-04
2017-03
2017-02
2017-01
2016-12
2016-11
2016-10
2016-09
2016-08
2016-07
2016-06
2016-05
2016-04
2016-03
2016-02
2016-01
2015-12
2015-11
2015-10
2015-09
2015-08
2015-07
2015-06
2015-04
2015-03
2015-02
2015-01
2014-12
2014-10
2014-08
2014-06
2014-04
2014-03
2014-02
2014-01
2013-12
2013-11
2013-10
2013-09
2013-08
2013-07
2013-06
2013-05
2013-04
2013-03
2013-02
2013-01
2012-12
2012-11
2012-10
2012-09
2012-08
2012-07
2012-06
2012-05
2012-04
2012-03
2012-02
2012-01
2011-12
 
Notícias
 

Esta manif (não) é só para novos :: 28 de Março, Manifestação Nacional da Juventude Trabalhadora
há +167 semanas

Manifestação Nacional da Juventude Trabalhadora :: 28 de Março :: Dia Mundial da Juventude

VENCER A PRECARIEDADE, DEFENDER OS NOSSOS DIREITOS!


Esta manif (não) é só para novos

Costumam dizer-te que quando começas tens de ir "abrindo portas", aceitar condições de trabalho más, de vez em quando fazer umas "borlas para o CV". Tu, que estás a começar e naturalmente tens esperança, acabas por aceitar. 

E de repente ganhas o salário mínimo com um horário máximo numa produtora de TV.

E de repente estás a "estagiar" numa orquestra em troca de uma semanada a anos-luz do justo.

E de repente estás a fazer um espectáculo de teatro a receber muito pouco porque "vai ser esta a tua oportunidade".

E de repente estás a fazer a produção de um espectáculo em que atendes o telefone de madrugada porque "o espectáculo não pode parar".

E de repente aceitas fazer uma locução por metade do valor da tabela, ou uma dobragem em que até dás um episódio à casa. 

E isto tudo quase sempre sem contrato de trabalho, sem protecção social e laboral. Não fiques doente, não pense em ficar doente!

E vais aceitando estas situações e vês que já há uns colegas mais novos que estão a aceitar o que tu aceitaste antes, porque a pressão é muita, porque precisas de pagar as contas, porque "tem de ser".

Tem mesmo? As tuas portas continuam fechadas, ou pelo menos muito encostadas. E ainda ganhas metade do que devias, ainda trabalhas o dobro do que devias, ainda és um falso recibo verde. E já tens 40, 50 ou 60 anos e percebes que se calhar no início é que era ainda mais necessário ir à luta, exigir os teus direitos, exigir o teu salário, exigir o teu contrato, exigir que te respeitassem.

Tudo isto é precariedade, estejas a começar, no meio, ou a acabar. É por tudo isto que esta manif não é só para novos.

Dia 28 de Março, esperamos-te na Praça da Figueira, às 15h. Contra a precariedade, o tempo é hoje!