ARQUIVO
Notícias
 

Greve na Plural Entertainment, Grupo Média Capital, 4/02 a 31/12/2020
há 16 semanas

31/01/2020

De 04/02 a 31/12/2020, salvo se cessar entretanto por deliberação do Sindicato dos Trabalhadores de Espectáculos, do Audiovisual e dos Músicos - CENA-STE nesse sentido, tem lugar, por parte dos trabalhadores do grupo Plural Entertainment Portugal, S.A. e grupo MédiaCapital, SGPS, S.A., uma greve diária a partir da oitava hora de trabalho nas instalações sitas em Quinta dos Melos (Loures/Bucelas) e Rua Mário Castelhano, 40 (Queluz de Baixo/Barcarena).

A paralisação total do trabalho a realizar após completadas as 8h de trabalho/dia, que abrange todos os trabalhadores, independentemente das funções que desempenhem, da produção de conteúdos audiovisuais e do seu apoio, em todos os turnos, nas instalações ou em exterior, em dias úteis, é consequência directa e inevitável não só do incumprimento, pela Plural Entertainment Portugal, S.A., do acordo firmado com o CENA-STE em 2018 como da falta de resposta da administração para prosseguir com as sessões negociais após o término da greve ocorrida em Janeiro deste ano.

Em virtude da muito recente disponibilidade demonstrada pelos representantes da administração e director-geral da Plural Entertainment Portugal, S.A. para voltar à mesa das negociações e mediante condições para cessação imediata de manobras intimidatórias pela administração, o CENA-STE atendeu à suspensão da greve até dia 06/02.

As reivindicações permanecem as mesmas que conduziram à anterior greve e podem ser observadas na comunicação efectuada em 07/01/2020.

Esta nova greve põe de novo enfâse na real e comprovada possibilidade em realizar o trabalho de produção de conteúdos de ficção em jornadas horárias que permitam aos trabalhadores uma vida digna, com respeito pelo tempo de descanso, pelo acompanhamento familiar e pela subsistência económica.

Não existe razão em senso comum, económica ou de gestão que leve a que existam jornadas diárias que se extendam para além das 8h/dia, para que o trabalho não seja efectuado em condições dignas e respeito pelas regras legalmente estabelecidas, nem porque não seja condignamente remunerado (ver nota de 21/01/2020).

Recorde-se que o grupo Plural Entertainment Portugal, S.A./Média Capital Entertainment, S.A. está prestes a ser adquirido pela Cofina Media SGPS, S.A..