ARQUIVO
Notícias
 

Ponto de encontro CENA no 1º de Maio
há +293 semanas

Convocamos todos os músicos e profissionais do espectáculo e audiovisual para as 14:00h junto ao Hotel Mundial no Martim Moniz em Lisboa, para subirmos a Avenida Almirante Reis com o movimento sindical unitário da CGTP-IN.

O ponto de encontro será do lado esquerdo, para quem esteja de frente para a entrada principal.

 

O dia do trabalhador tem um significado cada vez mais importante, sobretudo para as profissões de carácter intermitente, que continuam a ser encaradas como um hobbie pelos sucessivos governos.

 

O 1ºde Maio é o dia especialmente reservado para dar voz aos profissionais que vêem as suas vidas e o seu trabalho dificultados por medidas cegas e nada produtivas.

 

Contamos com a tua presença para mostrar que existimos e que não desistimos.

 

Dia Mundial da Dança
há +293 semanas

Que este dia 29 de Abril assinale um marco na defesa de melhores condições para a dança e para os seus profissionais, ajudando a que no futuro possamos fazê-la e vê-la com uma só preocupação: a sua fruição.

O CENA divulga a mensagem oficial do Dia Mundial da Dança escrita pelo presidente do CID - Conselho Internacional da Dança:

"Em 1973, um grupo de pessoas de diversos países se reuniram dentro do "Palais de l'UNESCO" em Paris, para fundar o Conselho Internacional de Dança. A organização mundial para a arte da música já existia há muitos anos, bem como a do teatro, por isso era natural que se pensasse que a dança deveria ter seu próprio órgão.

Os fundadores eram profissionais da dança ativos em balé clássico e dança moderna; os membros posteriores também continuaram sendo renomados bailarinos, coreógrafos e professores de dança destas duas áreas, de vários países, principalmente europeus. O consagrado coreógrafo alemão Kurt Jooss foi eleito como Presidente.

Muito mais tarde, a partir de 1999, a participação foi aberta a personalidades de outras formas de dança: contemporâneo, tango, indiano, terapêutica tradicional, oriental etc. Agora pode-se dizer que a CID é verdadeiramente representativa quando se trata de dançar expressões idiomáticas, áreas geográficas e funções. Estudiosos constituem um número expressivo: professores universitários, detentores de título de doutor(a), autores de livros de dança, pesquisadores. Organizações como federações, sindicatos, departamentos universitários, associações ou agrupamentos regionais permanecem como a categoria mais importante de membros.

O portal do CID é uma ferramenta útil para qualquer um na área, pois contém a lista completa dos membros, bem como os livros e revistas publicados por seus membros, que também são autores. O recurso mais usado é o Diretório Global Dance, contendo mais de 300 mil profissionais de dança em 200 países, um feito único entre todas as artes e ciências. O Dia da Dança é o programa mais conhecido, comemorado em todas as partes do globo.

Cada profissional ativo em dança é convidado a solicitar a adesão, os candidatos são admitidos após avaliação de seu perfil ou após a nomeação por outro membro. O número de membros cresce constantemente, como uma prova de vitalidade e abertura. O "Dança Day 2013" é dedicado ao 40 º aniversário da CID. Quanto mais forte se torna o CID mais dançarinos vão se sentir unidos e fortalecidos."

Alkis Raftis
presidente do Conselho Internacional de Dança CID

(tradução em português do Brasil)

Moção de Censura Popular
há +294 semanas

Texto e subscrição da moção aqui.

Assina, divulga e recolhe assinaturas para derrubar este governo de uma vez por todas!

CENA, Manifesto em Defesa da Cultura e STE recebidos pelo gabinete do SEC
há +296 semanas

O Manifesto em Defesa da Cultura convocou um protesto com o mote "Contra o ataque à Cultura! Em defesa dos apoios às Artes! Demissão já!". Estas concentrações tiveram lugar no Palácio da Ajuda e nas direcções regionais de Cultura de todo o país.

Como consequência da acção o gabinete do Secretário de Estado da Cultura decidiu receber representantes do Manifesto, que gentilmente levou na delegação os representantes presentes dos dois sindicatos do sector, o CENA e o STE.

Nesta audição foram expostos alguns dos principais problemas que vivem as estruturas e os profissionais da Cultura e das Artes com especial referências para os recentes resultados dos concursos de apoio às Artes e para a necessidade imediata de se alterar o caminho de destruição de todo o tecido cultural português. Esta alteração de políticas só pode ser alcançada com a demissão deste executivo governativo, pois já deu mostras de ser intransigente no seu caminho e por isso cego ao caos que tem criado à sua volta na Cultura e em todo o país.

O Manifesto reafirmou a sua exigência de ver 1% do Orçamento de Estado atribuído à Cultura e os sindicatos explicaram como estão os cortes e os vínculos laborais precários e ilegais a degradar a vida dos profissionais do sector e a hipotecar-lhes o futuro profissional na área que escolheram. Da parte do gabinete do SEC ficou apenas o registo das nossas preocupações e opiniões sem haver lugar a respostas concretas.

São tempo difíceis estes que vivemos, é certo, mas ainda mais certo é que é exactamente nestas alturas que a união, organização e entre-ajuda são ainda mais essenciais. Que todos e todas mantenhamos e reforcemos as nossas forças para passarmos da sobrevivência à criação e fruição das Artes sem constrangimentos financeiros e burocráticos. Para isso é preciso um governo que cumpra o seu dever constitucional de apoio e divulgação cultural.

Concentrações em defesa dos apoios às artes
há +297 semanas

Que profissionais e público da Artes encham estas concentrações e façam o contra-ataque necessário à destruição das Artes levado a cabo por este e pelos anteriores governos.

Evento de Facebook