ARQUIVO
ARQUIVO: 2017-03
Mensagem do Dia Mundial do Teatro 2017: Isabelle Huppert
Ensino Artístico Especializado: sem vinculação, o caminho será a greve
Esta manif (não) é só para novos :: 28 de Março, Manifestação Nacional da Juventude Trabalhadora
Relatório e Contas de 2016 aprovados em AG
Novo Modelo de Apoio às Artes: Comunicado Conjunto CENA, Plateia, Rede, STE
EAE: Concentração em frente ao ME - 22 de Março
Sessão de esclarecimento: ESMAE - Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo
Falsos recibos verdes na TV: CENA e STE cooperam com a ACT
Sessão de esclarecimento: Academia Mundo das Artes
As melhores companhias aéreas para transportar instrumentos musicais
 
ULTIMOS POSTS
Levantada a greve na Plural Entertainment
Novo pré-aviso de greve no Grupo Plural Entertainment
Greve CCB coloca espectáculos em risco
Mantém-se a greve na Plural Entertainment
Em greve no Grupo Plural Entertainment
PETIÇÃO: 1% para a Cultura, por todos e para todos
CENA-STE reuniu hoje com a Ministra da Cultura
 
ARQUIVO
2018-10
2018-09
2018-07
2018-06
2018-05
2018-04
2018-03
2018-02
2018-01
2017-12
2017-11
2017-10
2017-09
2017-08
2017-07
2017-06
2017-05
2017-04
2017-03
2017-02
2017-01
2016-12
2016-11
2016-10
2016-09
2016-08
2016-07
2016-06
2016-05
2016-04
2016-03
2016-02
2016-01
2015-12
2015-11
2015-10
2015-09
2015-08
2015-07
2015-06
2015-04
2015-03
2015-02
2015-01
2014-12
2014-10
2014-08
2014-06
2014-04
2014-03
2014-02
2014-01
2013-12
2013-11
2013-10
2013-09
2013-08
2013-07
2013-06
2013-05
2013-04
2013-03
2013-02
2013-01
2012-12
2012-11
2012-10
2012-09
2012-08
2012-07
2012-06
2012-05
2012-04
2012-03
2012-02
2012-01
2011-12
 
Notícias
 

Mensagem do Dia Mundial do Teatro 2017: Isabelle Huppert
há +89 semanas

Isabelle Huppert, France (tradução a partir da versão original)

Já passaram 55 anos desde a primavera em que se celebrou pela primeira vez o Dia Mundial do Teatro.

Esse dia, ou seja, essas 24 horas começaram no Teatro Nô e Buranku, passaram pela Ópera de Pequim e pelo Kathakali, passaram entre a Grécia e a Escandinávia, foram de Ésquilo a Ibsen, de Sófocles a Stringberg, passaram entre a Inglaterra e a Itália, foram de Sarah Kane a Pirandello. Passaram, entre outros países, pela França, onde nos encontramos, e por Paris que continua a ser a cidade do mundo que recebe o maior número de companhias estrangeiras. Em seguida, as nossas 24 horas levaram-nos da França à Rússia, de Racine e Molière e a Tchékhov depois, atravessando o Atlântico, chegaram a um campus universitário californiano onde as pessoas podem, quem sabe, reinventar o Teatro. Porque o Teatro renasce sempre das cinzas. Ele não passa de uma convenção que temos de constantemente abolir. É por isso que continua vivo. O Teatro tem uma vida irradiante, que desafia o espaço e o tempo, as peças mais contemporâneas são alimentadas pelos séculos passados, os reportórios mais clássicos tornam-se modernos de cada vez que os encenamos.

Uma Jornada Mundial do Teatro não é, evidentemente, como um dia banal das nossas vidas quotidianas. Esta Jornada faz reviver um imenso espaço-tempo e para evocar esse espaço-tempo, vou socorrer-me de um dramaturgo francês, tão genial como discreto, Jean Tardieu. Cito-o: — ” Para o espaço ele pergunta qual é o caminho mais longo de um ponto para outro ….Para o tempo sugere medir em décimas de segundo o tempo que demora pronunciar a palavra «eternidade».

Para o espaço-tempo ele diz ainda: “Fixai no vosso espirito, antes de adormecer, dois pontos quaisquer no espaço e calculem o tempo que é preciso para, em sonho, ir de um ponto ao outro”. É a expressão “em sonho” que retenho. Poderíamos dizer que Jean Tardieu e Bob Wilson se encontraram. Podemos também resumir o nosso Dia Mundial do Teatro evocando Samuel Beckett que pôs a Winnie a dizer, no seu estilo expedito: “Oh que lindo dia que poderia ser.” Ao pensar nesta mensagem, que me fizeram a honra de me pedir, lembrei-me de todos esses sonhos de todas essas cenas.

Então, não chego sozinha a esta sala da UNESCO: todas as personagens que representei me acompanham, os papéis que pensamos que nos abandonaram quando acaba, mas que têm em nós uma vida subterrânea, prestes a ajudar ou a destruir os papéis que lhes sucedem: Fedra, Araminta, Orlando, Hedda Gabbler, Medeia, Merteuil, Blanche Dubois… Acompanham-me, também, todos os personagens que amei e aplaudi como espectadora. E nesse lugar, pertenço ao mundo inteiro. Sou grega, africana, síria, veneziana, russa, brasileira, persa, romena, japonesa, marselhesa, nova-iorquina, filipina, argentina, norueguesa, coreana, alemã, austríaca, inglesa, isto é, o mundo inteiro.

A verdadeira mundialização é esta.

Em 1964, por ocasião desta Jornada Mundial do Teatro, Laurence Olivier anunciou que, depois de mais de um século de combate, se conseguira, por fim, criar em Inglaterra um Teatro Nacional, que ele quis imediatamente que fosse um teatro internacional, pelo menos no seu repertório. Ele sabia bem que Shakespeare pertencia a todo o mundo no mundo.

Adorei saber que a primeira mensagem destas Jornadas Mundiais do Teatro, em 1962, fora confiada a Jean Cocteau, escolhido por ser, como se sabe, o autor de “uma volta ao mundo em 80 dias”. Eu fiz a volta ao mundo de uma outra maneira: fi-la em 80 espectáculos ou em 80 filmes. Digo filmes porque não faço nenhuma diferença entre representar no teatro e representar no cinema, o que surpreende sempre que o digo, mas é verdade, é assim. Nenhuma diferença.

Falando aqui, não sou eu própria, não sou uma actriz, sou apenas uma das numerosas pessoas graças às quais o Teatro continua a existir. É um pouco o nosso dever. E a nossa necessidade: Como dizer: Nós não fazemos existir o Teatro, é graças ao Teatro que nós existimos O Teatro é muito forte, resiste, sobrevive a tudo, às guerras, às censuras, à falta de dinheiro. Basta dizer: “O cenário é um palco nu de uma época indeterminada” e de chamar um actor. Ou uma actriz. Que vai ele fazer? Que vai ela dizer? Irão falar ? O público espera, vais já saber, o público sem o qual não há Teatro, não nos esqueçamos. Uma pessoa no público é um público. “Não muitas cadeiras vazias, esperemos! Salvo em Ionesco… No fim, a Velha diz: “Sim, sim morramos em plena glória…. Morramos para entrar na lenda… Ao menos teremos a nossa rua…”

A Jornada Mundial do Teatro existe há 55 anos. Em 55 anos serei a oitava mulher a quem é pedido para fazer uma mensagem, enfim, não sei se a palavra “mensagem” é apropriada. Os meus antecessores (o masculino impõe-se!) falaram sobre o Teatro da imaginação, da liberdade, da origem, evocaram o multicultural, a beleza, as questões sem respostas… Em 2013, há somente quatro anos, Dario Fo disse: “ A única solução para a crise reside na esperança de uma grande caça às bruxas contra nós, sobretudo contra os jovens que querem aprender a arte do teatro: nascera assim uma nova diáspora de actores, que irá sem dúvida retirar desta situação, benefícios inimagináveis para a criação de uma nova representação.” Benefícios inimagináveis é uma bela formula digna de figurara num programa politico, não? … Já que estou em Paris, pouco antes de uma eleição presidencial, sugiro aqueles que têm ar de quem nos quer governar que estejam atentos aos benefícios inimagináveis que traz o Teatro. Mas nada de caça às bruxas!

O Teatro, para mim, é o outro, é o diálogo, é a ausência de ódio. A amizade ente os povos, não tenho bem a certeza o que quer dizer, mas acredito na comunidade, na amizade dos espectadores e dos actores, na união de todos que o teatro une, nos que o escrevem, naqueles que o traduzem, nos que o iluminam, vestem, o cenografam, nos que o interpretam, nos que o fazem, naqueles que o vão ver. O teatro protege-nos, abriga-nos…. Acredito totalmente que ele nos ama … tanto quanto nós o amamos …. Lembro-me de um velho ensaiador à antiga que, antes do levantar da cortina, dizia, todas as noites nos bastidores, em voz firme: “Lugar ao Teatro!”. Esta será a palavra final. Obrigada.

 

Tradução: Margarida Saraiva
Revisão: Eugénia Vasques

Ensino Artístico Especializado: sem vinculação, o caminho será a greve
há +89 semanas
Dia 5 de Abril, o Ministro da Educação reunirá com a FENPROF e depois com as direcções das escolas. Estes encontros serão decisivos para encontrar uma solução que vincule os docentes do EAE.
Não havendo avanços na sua situação, a única solução é avançar para a greve. 
 
Leia aqui a notícia da FENPROF sobre a concentração do dia 22 de Março em frente ao Ministério da Educação. 
Esta manif (não) é só para novos :: 28 de Março, Manifestação Nacional da Juventude Trabalhadora
há +90 semanas

Manifestação Nacional da Juventude Trabalhadora :: 28 de Março :: Dia Mundial da Juventude

VENCER A PRECARIEDADE, DEFENDER OS NOSSOS DIREITOS!


Esta manif (não) é só para novos

Costumam dizer-te que quando começas tens de ir "abrindo portas", aceitar condições de trabalho más, de vez em quando fazer umas "borlas para o CV". Tu, que estás a começar e naturalmente tens esperança, acabas por aceitar. 

E de repente ganhas o salário mínimo com um horário máximo numa produtora de TV.

E de repente estás a "estagiar" numa orquestra em troca de uma semanada a anos-luz do justo.

E de repente estás a fazer um espectáculo de teatro a receber muito pouco porque "vai ser esta a tua oportunidade".

E de repente estás a fazer a produção de um espectáculo em que atendes o telefone de madrugada porque "o espectáculo não pode parar".

E de repente aceitas fazer uma locução por metade do valor da tabela, ou uma dobragem em que até dás um episódio à casa. 

E isto tudo quase sempre sem contrato de trabalho, sem protecção social e laboral. Não fiques doente, não pense em ficar doente!

E vais aceitando estas situações e vês que já há uns colegas mais novos que estão a aceitar o que tu aceitaste antes, porque a pressão é muita, porque precisas de pagar as contas, porque "tem de ser".

Tem mesmo? As tuas portas continuam fechadas, ou pelo menos muito encostadas. E ainda ganhas metade do que devias, ainda trabalhas o dobro do que devias, ainda és um falso recibo verde. E já tens 40, 50 ou 60 anos e percebes que se calhar no início é que era ainda mais necessário ir à luta, exigir os teus direitos, exigir o teu salário, exigir o teu contrato, exigir que te respeitassem.

Tudo isto é precariedade, estejas a começar, no meio, ou a acabar. É por tudo isto que esta manif não é só para novos.

Dia 28 de Março, esperamos-te na Praça da Figueira, às 15h. Contra a precariedade, o tempo é hoje!

 
Relatório e Contas de 2016 aprovados em AG
há +90 semanas

A Assembleia-Geral de ontem, 21 de Março, aprovou por unanimidade o Relatório e Contas de 2016. Estes documentos tinham já merecido a aprovação do Conselho Fiscal, que reuniu a 15 de Março e que elogiou o trabalho da Direcção no ano de 2016, tanto na sua actividade sindical como na recuperação financeira que está a ser feita e que, esperamos, continue em 2017. 

Durante a AG houve ainda tempo para informar sobre algumas das acções mais importantes que neste momento o CENA tem em mãos e também sobre um conjunto de iniciativas que têm sido desenvolvidas em conjunto com o Sindicato dos Trabalhadores de Espectáculos, mostrando assim a aproximação cada vez maior entre os dois sindicatos e provando que da unidade de acção se podem colher mais frutos. 

Novo Modelo de Apoio às Artes: Comunicado Conjunto CENA, Plateia, Rede, STE
há +90 semanas

No passado dia 15 de março foi enviado ao Ministério da Cultura, à Secretaria de Estado da Cultura, à Direção-Geral das Artes e a todos os Grupos Parlamentares um Comunicado Conjunto da iniciativa do CENA, da PLATEIA, da REDE e do STE. No mesmo dia foi também formalmente solicitada uma audiência com a presença do Sr. Ministro da Cultura, do Sr. Secretário de Estado, da Sra. Diretora-Geral das Artes e representantes das quatro estruturas que deram forma à iniciativa.

Pontos de Consenso relativamente a um Novo Modelo de Apoio às Artes é o título do Comunicado que alerta para a necessidade de um sistema que responda de forma mais eficaz, mais acessível e mais transparente aos desafios atuais da realidade artística e ao dever constitucional de assegurar condições para a criação e fruição cultural plural em todo o território.

Como garantia destas condições, considera-se fundamental o princípio da independência, ao qual subjazem todas as propostas descritas no Comunicado Conjunto, valorizando a liberdade e a expressão democrática. 

O documento apresenta propostas que partem de ideias representativas e consensuais dentro das referidas estruturas e dos contactos mantidos nos últimos anos com o meio em que desenvolvem a sua atividade. Esta iniciativa tem como finalidade exprimir um consenso em torno de princípios base e contribuir ativamente para a construção de um Novo Modelo de Apoio às Artes, demonstrando que o sector está disponível para cooperar no desenvolvimento de melhores condições para as Artes.

Hoje, dia 20 de março, o Comunicado Conjunto é tornado público e divulgado nas redes sociais e outros suportes das estruturas referidas, conjuntamente com um selo de incentivo à manifestação pública através de textos livres sobre o Futuro do Apoios às Artes. (ver em baixo)

Pretende-se um envolvimento mais alargado e ativo do sector na inciativa, mas também uma maior consciencialização da sociedade para a importância do apoio e do desenvolvimento das Artes em Portugal.

LEIA AQUI O COMUNICADO


 

EAE: Concentração em frente ao ME - 22 de Março
há +90 semanas

A FENPROF organiza no dia 22 de Março uma Concentração dos professores do Ensino Artístico Especializado Público em frente ao Ministério da Educação.

O CENA apoia e apela à participação. Basta de viver a prazo!

Sessão de esclarecimento: ESMAE - Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo
há +91 semanas

O CENA, através do seu Núcleo do Porto, esteve hoje presente na ESMAE – Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo.

O encontro e a conversa com os alunos do 3º ano, numa aula gentilmente cedida pela Professora e Atriz Ângela Marques, demonstrou mais uma vez que a aposta do CENA nestas sessões de esclarecimento com os futuros profissionais do sector, é uma aposta ganha e é para continuar. 

Contribuiu para esclarecer muitas dúvidas, sobre contratos de trabalho, contribuições para a Segurança Social, IRS, entre outros assuntos e sobre todos os direitos que nos devem ser assegurados.

passagem da escola para o trabalho profissional é desta forma feita com mais ferramentas, num acto de cidadania que o CENA tem vindo a prestar.

Aproveitamos para relembrar que os estudantes também podem ser sócios do Sindicato, usufruindo automaticamente do acesso à quota de estudante, bastando para isso enviar o certificado de matrícula na altura da inscrição. 

Até para o ano!

Falsos recibos verdes na TV: CENA e STE cooperam com a ACT
há +91 semanas

No seguimento da mega-operação de inspecção levada a cabo pela Autoridade para as Condições no Trabalho (ACT) nos dias 14 e 15 de Fevereiro em produtoras de conteúdos televisivos e nos dias 1 e 2 de Março na RTP, o CENA e o STE foram recebidos por aquele organismo para que nos fossem transmitidas algumas informações sobre estas inspecções. 

Esta operação envolveu mais de 80 inspectores, o que demonstra grande empenho por parte da ACT em encontrar o maior número possível de vínculos laborais ilegais, na sua grande maioria, falsos recibos verdes. Foi noticiado pela imprensa que nas produtoras de conteúdos televisivos foram detectadas 163 situações ilegais e na RTP mais de 200. No entanto, acreditamos que o número será superior, e tudo faremos para que seja possível à ACT detectar todas as situações.

Estabelece-se agora um canal de comunicação mais directo entre os Sindicatos e a ACT, ferramenta que será extremamente útil para este combate aos vínculos ilegais.

Todos os trabalhadores e trabalhadoras que se encontrem em situações similares devem contactar os Sindicatos e a ACT para podermos accionar os mecanismos necessários à regularização do seu vínculo. Sempre que seja relevante, faremos novos pontos de situação sobre este assunto.

 

Sessão de esclarecimento: Academia Mundo das Artes
há +92 semanas

O CENA esteve ontem pela primeira vez na escola de actores, AMA - Academia Mundo das Artes, em Lisboa, para conversar com os alunos sobre a profissão, os direitos que temos e os que devíamos ter, e sobre o que pode fazer o CENA para os ajudar.

A conversa ultrapassou o tempo inicial estipulado, o que certamente demonstra o interesse da sessão e a necessidade que tantos profissionais e futuros profissionais têm de esclarecer dúvidas e ter acesso a mais informação. Ficou mais uma vez demonstrado que a aposta do CENA nestas sessões de esclarecimento com os futuros profissionais do sector, é uma aposta ganha e é para continuar.

Aproveitamos para relembrar que os estudantes também podem ser sócios do Sindicato, usufruindo automaticamente do acesso à quota de estudante, bastando para isso enviar o certificado de matrícula na altura da inscrição.

As melhores companhias aéreas para transportar instrumentos musicais
há +92 semanas

A Federação Internacional dos Músicos divulga uma lista com a avaliação das companhias aéreas relativamente ao transporte de instrumentos musicais.

Veja aqui a informação.