ARQUIVO
Notícias
 

CENA-STE tem pré-aviso de greve para o 1º de Maio
há 32 semanas

O CENA-STE emitiu um pré-aviso de greve para o dia 1 de Maio para permitir a participação de todos os trabalhadores das artes do espectáculo, da música, do cinema e do audiovisual na manifestação.

A manifestação do 1º de Maio realiza-se por todo o País e sabendo de trabalhadores que em algumas empresas foram chamados a trabalhar neste dia decidiu a direcção do sindicato emitir o pré-aviso para permitir a sua participação na manifestação. Neste dia é assinalado a luta dos martíres de Chicago que em Maio de 1886 se mobilizaram na luta por apenas 8 horas de trabalho diário. Sabendo que no sector ainda há onde se trabalhe para lá das 8 horas diárias a participação dos trabalhadores da cultura no 1º de Maio assume especial importância.

Nesta manifestação iremos ainda levantar as bandeiras da estabilidade no emprego e pelo fim da precariedade, assim como pelo aumento geral dos salários.

A luta pela valorização da cultura e dos seus trabalhadores segue lado a lado com a exigência de um maior financiamento para a cultura e a concretização do patamar minímo de 1% do OE para a Cultura.

 

O pré-aviso para o 1º de Maio:

 

1º de Maio - Memória, comemoração e a busca contínua pelo direito ao trabalho com direitos
há 32 semanas

Memória
Albert Parsons, Adolph Fischer, George Engel, August Spies e Louis Lingg. Assim se escrevem os nomes dos sindicalistas condenados à forca depois dos acontecimentos de Maio de 1886, em Chicago, e que desde a sua execução, em 1887, assinalamos no dia 1 de Maio, Dia Internacional do Trabalhador.
Há quem os considere mártires, símbolos, ídolos e do outro lado, do lado de quem sempre tentou manter servos, escravos e exércitos de colaboradores obedientes, há quem os utilize para demonstrar aos trabalhadores que quando se reivindica e organiza movimentos de protesto se pode, efectivamente, pagar com a morte.

Para lá das ideologias e das perspectivas pessoais e sociais, o facto é que estes homens viveram num tempo em que se morria por exigir direitos laborais, neste caso a jornada de 8 horas diárias. O facto histórico é que para hoje conseguirmos gerir o tempo pessoal, ou melhor, para que haja tempo pessoal, foi preciso que os que nos antecederam tivessem morrido.
É importante registar esta memória e é ainda mais importante perceber que eles foram apenas a face mais visível de um movimento enorme e com uma força talvez nunca vista até aquela data.

Comemoração
Apesar de ligado a uma história trágica, o 1 de Maio também está ligado ao inicio dessa importante conquista, as 8 horas de jornada diária. É esta a parte da comemoração.
No Dia Internacional do Trabalhador comemoramos todas as conquistas que o movimento dos trabalhadores conseguiu alcançar com as mais variadas formas de acção. Comemorarmos as conquistas maiores e gerais mas também as mais pequenas e individuais. Todas têm o seu simbolismo e todas contam para o movimento histórico que precisamos manter vivo numa altura em que a regressão é tentada todos os dias.

Busca contínua pelo direito ao trabalho com direitos
E em 2019, em Portugal, e num sector como o nosso em que, por exemplo, a jornada de 8 horas diárias não é ainda uma realidade para todos os trabalhadores, faz todo o sentido continuar a agir e a exigir no dia 1 de Maio. Todos os feriados têm a sua justificação, todas as comemorações e homenagens o seu simbolismo.
O feriado de dia 1 de Maio é para ser gozado e assinalado nas ruas, nos locais de trabalho e em celebração e reivindicação. Por isso mesmo, e porque infelizmente é contínuo o movimento que tenta terminar com toda a carga simbólica do 1 de Maio, sendo que o nosso sector não foge à regrar e tantos trabalhadores são quase obrigados a trabalhar neste dia, o CENA-STE emitiu um pré-aviso de greve que abrange todos, mesmo todos, os trabalhadores do espectáculo e do audiovisual e que, caso não o possam fazer de outra forma, lhes permita não trabalhar e assinalar nas ruas este que é o seu dia.
 

Participa com o teu sindicato CENA-STE

Em Coimbra - 14h30 na Praça da República

Em Lisboa - 14h30 Martim Moniz (junto ao C. Comercial Mouraria)

No Porto - 15h00 nos Aliados.

CCB - suspensa a Greve ao Sábado e Domingo dos DDM
há 33 semanas
Anunciamos que a greve marcada para os dias 27 e 28 de Abril na Fundação Centro Cultural de Belém, durante o Festival Dias da Música, foi suspensa. Assim, entraremos agora num período negocial longo com o Conselho de Administração da FCCB que terá a sua reunião protocolar no próximo dia 8 de Maio. 
 
Durante este período de negociação serão debatidas questões relativas aos salários e respectiva tabela, carreiras e conteúdos funcionais, quadro de pessoal e será feita uma revisão conjunta do Regulamento de Pessoal. 
 
Apesar de o Conselho de Administração demonstrar agora abertura para, finalmente, se sentar à mesa com o CENA-STE e os seus representantes, tendo em vista um acordo que permita devolver a estabilidade laboral e melhor dignificar o trabalho dos profissionais dos diferentes departamentos da FCCB, o que valorizamos, não podemos deixar de frisar que se perdeu um ano após a apresentação em Março de 2018 do Caderno Reivindicativo onde já constavam todas estas matérias. 
 
Com este pré-aviso de greve, os trabalhadores da FCCB e o CENA-STE, expressaram um profundo sentimento de insatisfação com a realidade laboral actual da Fundação. Partimos agora para esta nova fase sabendo de todas as dificuldades que ela irá conter, mas com a garantia de que todos concordam que a actividade de uma das instituições mais importantes das artes e da cultura nacionais não pode continuar a realizar-se sem dar especial atenção às condições laborais e sem valorizar os seus trabalhadores. 
 
CCB - Eleição de Delegado Sindical e reunião com Administração
há 35 semanas
Durante o dia de hoje o CENA-STE elegeu os seus representantes sindicais e esteve reunido com o Conselho de Administração do CCB a propósito do pré-aviso de greve para os dias 27 e 28 de Abril durante a realização do festival Dias da Música. 
 
O trabalhador Eduardo Nascimento foi assim eleito como Delegado Sindical e o trabalhador Ricardo Melo como seu suplente. Esta eleição comprova o crescimento do CENA-STE nesta instituição e é mais um passo decisivo para uma maior e melhor organização dos trabalhadores num momento fulcral para que as suas reivindicações sejam atendidas. 
Aos dois deixamos votos de bom trabalho e confiamos que serão capazes de representar os trabalhadores da melhor forma. 
 
Na reunião com o Conselho de Administração foram debatidos os 4 pontos de reivindicação constantes no pré-aviso de greve
 
O reconhecimento da justeza das reivindicações dos trabalhadores durante a reunião, por parte do CA, foi um passo importante para que daqui para a frente se encontrem os consensos necessários. Esperamos que desta vez - e depois da apresentação do Caderno Reivindicativo em Março de 2018 - seja possível realizar um conjunto de negociações efectivas que culminem em alterações nas tabelas salariais, nas carreiras, na organização do trabalho e no quadro de pessoal do CCB, com a necessária contratação de mais trabalhadores para suprir as necessidades presentes.
 
No final da reunião foi acertado um plano de trabalho para encetar negociações em diferentes áreas e é esse plano que irá ser posto à consideração dos trabalhadores. Será sua a soberana decisão de o aceitar ou de exigir uma concretização mais específica de alguns dos pontos e, consequentemente, decidir sobre a manutenção ou retirada do pré-aviso. 
 
Tal como transmitido pelo CENA-STE durante esta reunião, consideramos que após a apresentação do Caderno Reivindicativo, se perdeu um ano que teria sido de extrema importância para que todas estas reivindicações - que repetimos todos consideram justas - fossem debatidas e negociadas com outra estabilidade e confiança. 
 
 
CCB - Greve aos Dias da Música
há 35 semanas

Na passada sexta feira, 5 de Abril, os trabalhadores da Fundação Centro Cultural de Belém, decidiram em plenário avançar com um pré-aviso de greve para os dias 27 e 28 de Abril, coincidentes com os Dias da Música.

Esta acção acontece por considerarem os trabalhadores que o Conselho de Administração não tem demonstrado a abertura necessária para com eles discutir os principais problemas laborais. São reivinicações desta greve:

- a avaliação e reformulação da tabela salarial e do plano de carreira;

- a negociação de um Acordo de Empresa que permita uniformizar regras e procedimentos dentro da FCCB e garantir direitos e deveres laborais e patronais;

- aumentos salariais imediatos;

- contratação de mais trabalhadores para fazer face às necessidades reais da FCCB e para diminuir a carga de trabalho suplementar dos actuais trabalhadores. 

Desde a apresentação do Caderno Reivindicativo, há mais de um ano, que o Sindicato e os trabalhadores têm feito sentir ao Conselho de Administração que, dada a complexidade das várias matérias em equação, seria necessário iniciar um processo de negociação sério e atempado de modo a garantir a tomada de medidas para solucionar os problemas laborais de forma progressiva e com acordo entre as partes.

O Conselho de Administração nunca demonstrou abertura para este diálogo e por não restar alternativa, avançam agora os trabalhadores com esta greve sendo certo que mantêm a disponibilidade total para, até aos Dias da Música, encontrarem em conjunto com o Conselho de Administração um plano de resposta às suas reivindicações.

 
Greve desconvocada no TNSC
há 36 semanas

Na passada sexta feira, e depois da resposta do Ministério da Cultura, de plenário de trabalhadores em greve e de reunião com o Conselho de Administração do OPART,E.P.E., foi possível chegar a um acordo entre as partes e garantir assim o levantamento da greve.

O compromisso assumido com o Conselho de Administração é o de, durante o mês de Abril, realizar uma negociação profunda do Regulamento Interno de Pessoal (RIP), instrumento que o governo considera necessário para o desbloqueamento dos salários e consequente harmonização salarial entre trabalhadores técnico-artísticos do Teatro Nacional de São Carlos e os da Companhia Nacional de Bailado. Desta forma, e tendo em conta a resposta dada pelo Ministério da Cultura onde deixa bem claro que tanto este ministério como o Ministério da Finanças seguirão este processo de forma próxima, caberá depois aos executivos ministeriais a homologação célere do RIP de modo a que, no máximo em Junho, os ordenados sejam já processados com os novos valores. 

Caso as negociações não cheguem a bom porto ou caso o governo não dê o rápido seguimento necessário, naturalmente que serão ponderadas novas formas de luta. É de notar que todo este processo de luta seria escusado se, de uma vez por todas, o governo admitisse que os direitos dos trabalhadores são para respeitar. A harmonização salarial é reconhecida por todos, trabalhadores, Conselho de Administração e governo, mas a Lei do Orçamento do Estado continua a impedir que situações tão claras como esta sejam resolvidas facilmente, contribuindo assim para a deterioração dos ambientes laborais. 

Também foi acordado entre o CENA-STE e o CA do OPART,E.P.E. que até final desta temporada serão realizadas reuniões conjuntas onde se fará um exaustivo levantamento e balanço das necessidades técnicas e infraestruturais. O objectivo é elaborar um plano de trabalho e de necessidades que possa ser posto em prática a partir de Setembro, garantindo que todas as condições e normas de Segurança e Higiene passam a ser respeitadas, garantindo assim melhores condições de trabalho e acautelando também a própria segurança do público. 

Desta forma, e com o levantamento da greve, que acabou ainda por cancelar o ensaio geral da opereta "L´étoile", as apresentações deste espectáculo deverão acontecer tal como estavam programadas.